Contrabaixos com braço
móvel e com ajuste
de altura de cordas


Como sempre pioneiro em nosso país, estamos fazendo nossos contrabaixos com o braço regulável (você pode mudar a altura das cordas em relação ao espelho simplesmente girando uma chave) e móvel (o braço pode ser retirado para caber num case muito menor que o case de contrabaixo comum)

Mais de uma centena de músicos já tem seus baixos antigos adaptados para esse sistema, entre eles o Célio Barros, o Alberto Lucas, a Gê Côrtes, o Rodolfo Stroeter, o Marcos Machado, o Dumpster entre muitos outros.

Muitos contrabaixos construídos em nosso Atelier também tem esse sistema já instalados desde a construção.

Detalhe da noceta e cotovelo de um contrabaixo de 50 anos com o braço regulável instalado.
O contrabaixo construído para Marcos Machado foi feito com o sistema. Veja esse baixo clicando aqui

Um contrabaixo pequeno que pertence à Gê Côrtes e que já esta com o sistema.

O contrabaixo romeno comprado pelo Célio Barros (esq) e o baixo que eu construí para o
Marcos Machado (dir) são alguns dos mais de 100 baixos que já estão com esse sistema
em uso em várias partes do Brasil e do exterior.


O braço na tampa do case.


O corpo do instrumento, dentro da capa que será usada mais tarde para transporte local.


O case pronto para ser embarcado no aeroporto.
Nunca foi tão fácil e simples viajar com um baixo.

Você também pode ter esse maravilhoso sistema em seu contrabaixo!!
Basta trazer o instrumento ao Atelier para uma avaliação das condições do braço atual de seu instrumento. Normalmente é possível instalar o sistema no mesmo braço do instrumento mas, quando o braço tem problemas de medidas ou de ângulo, às vezes é mais indicada a troca do braço mantendo-se a cabeça (inesto).

Esse sistema é muito melhor do que o uso de adjuster pois não existe nada entre a corda vibrante e o tampo do instrumento, apenas o próprio cavalete. Além disso o contato do braço no corpo é feito madeira com madeira e, portanto, a sonoridade do baixo não muda em nada. Ao contrário, quando se instala o sistem se aproveita para corrigir a posição do braço, o qua sempre melhora seu desempenho.

Por não modificar o comprimento da corda e, portanto, sua tensão, a mudança na regulagem do braço pode ser feita entre uma música e outra em situação de apresentação ao vivo pois a afinação não é alterada.

Para quem trabalha em estudio esse sistema é muito indicado pois uma música com passagens muito rápidas e difíceis fica mais fácil de tocar com as cordas baixas mas se a próxima música for um estilo mais balada por exemplo e vc quiser aquele som com uma pegada tipo Ray Brown basta levantar as cordas ajustando o braço.

Venha conhecer de perto o sistema desenhado por Paulo Gomes e feito com máquinas CNC de alta precisão. Marque sua visita.

 

VOLTAR