Alguns equipamentos
danificam o instrumento
Atenção, fique atento para
não danificar seu instrumento.

O tampo de um excelente instrumento amassado em sua região mais sensível.

Existem captadores que, por seu sistema, danificam o instrumento e devem ser evitados.
Os danos mostrados aqui, e que eu encontro muitas vezes, foram causados por captador Realist.

Esse captador possui duas pastilhas cilíndricas dentro de duas chapas finas as quais, pela pressão do cavalete, amassam o tampo justamente no local que mais deveria ser preservado.

Quase todos os captadores são iguais, o que varia é o modo como são fixados no instrumento e esse é um sistema muito ruim.

É claro que a escolha de captadores, assim como de cordas e outras coisas, depende exclusivamente do gosto do músico e não cabe a mim julgar a corda "certa" ou o captador que tem o melhor som mas posso analisar do ponto de vista do músico e do lutier.

O fato de o captador estar sempre sob pressão obriga que o sinal seja baixo (experimente apertar muito um captador Underwood ou qualquer outro parecido para ver a microfonia) sendo necessário colocar mais volume no amplificador o que nem sempre é desejável.
O som é um pouco embolado e sem claridade. Isso faz com que muitos gostem desse captador para tocar com arco pois o volume está naturalmente mais baixo, embolado e pouco brilhante.

Como disse, a opinião desfavorável quanto à sonoridade é minha opinião pessoal, mas o que relato sobre os danos permanentes causados ao tampo são constatações de um lutier com certa experiência e que podem ser vistas aqui por qualquer um.

O ângulo original

O ângulo novo

Se pensarmos que esse baixo foi construído há quase 80 anos na Alemanha, podemos imaginar quantas aventuras e histórias se passaram com ele até chegar no Brasil.

Foram 70 anos da Alemanha ao Brasil, sabe-se lá quantos donos, para ter o tampo assim danificado em 2 meses por um captador que deixa a desejar. Não parece correto.

A forças em ação antes da mudança
Essa é a peça que fica embaixo do pé do cavalete.

O captador "em ação"

Pressionada entre o cavalete e o tampo danificando-o.

Quase todos os captadores podem ser movimentados e, assim, se obtem sonoridades diferentes até se chegar à que mais agrada. No caso deste modelo não se pode fazer nada pois o mesmo fica confinado e sob enorme pressão.

A escolha é de cada um mas não creio que seja necessário danificar a peça mais nobre e importante de um Contrabaixo para amplificá-lo.

O grande número de instrumentos que sofreram com esse modelo de captador, e que ví em meu Atelier, me levou a criar esta página apenas como um alerta. Lembre-se que depois de você o Contrabaixo vai continuar e ter outros donos no futuro e que merecem "herdar" um instrumento em boas condições.

É claro que a fábrica paga músicos conhecidos para posar em revistas como endorsement e, assim, acaba vendendo muito para o público que se deixa levar por esse tipo de "recomendação".
Veja aqui no site o artigo sobre endorsement clicando aqui.

É isso ai. Abraço a todos.

 

VOLTAR